Que horas são?

domingo, julho 04, 2010

Assédio Moral


Infelizmente algumas pessoas ainda acham que são senhores feudais e acreditam piamente que tratando seus empregados de maneira grosseira ou abusiva não estão cometendo um crime. Então pra quem não sabe, isso é crime e passível de punição, além de ser uma vergonha descarada de quem pode ter algum poder aquisitivo, mais é totalmente desprovido de inteligência.

Assédio moral

É toda e qualquer conduta abusiva (gesto, palavra, escritos, comportamento, atitude, etc.) que, intencional e freqüentemente, fira a dignidade e a integridade física ou psíquica de uma pessoa, ameaçando seu emprego ou degradando o clima de trabalho.

As condutas mais comuns, dentre outras, são:

* instruções confusas e imprecisas ao(à) trabalhador(a);
* dificultar o trabalho;
* atribuir erros imaginários ao(à) trabalhador(a);
* exigir, sem necessidade, trabalhos urgentes;
* sobrecarga de tarefas;
* ignorar a presença do(a) trabalhador(a), ou não cumprimentá- lo(a) ou, ainda, não lhe dirigir a palavra na frente dos outros, deliberadamente;
* fazer críticas ou brincadeiras de mau gosto ao(à) trabalhador(a) em público;
* impor horários injustificados;
* retirar-lhe, injustificadamente, os instrumentos de trabalho;
* agressão física ou verbal, quando estão sós o(a) assediador(a) e a vítima;
* revista vexatória;
* restrição ao uso de sanitários;
* ameaças;
* insultos;
* isolamento.

Como denunciar

A denúncia de Assédio Moral pode ser feita ao Departamento de Recursos Humanos, à CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes) e ao SESMT (Serviço Especializado de Segurança e Medicina do Trabalho) da empresa, ao sindicato profissional e à comissão de conciliação prévia, se existente. Não obtendo êxito, procure o Ministério do Trabalho e Emprego e o Ministério Público do Trabalho.

2 comentários:

Joseph disse...

Olá Marcia,

Muito bom este seu post, porque as pessoas precisam saber como proceder.

Existe muito assédio moral nas empresas e geralmente ou vem do patrão ou do chefe, é sempre dum superior hieráquico.

É inqualificável tornar a vida difícil a quem precisa de trabalhar.

Penso que a vítima de assédio moral, tem que apresentar testemunhas e esse deve ser outro problema, porque as pessoas têm medo de virem a ser a próxima vítima.

Mas nada deve impedir que a pessoa reaja, apresentando uma queixa.

Abraço.

Marcia Willians disse...
Este comentário foi removido pelo autor.